Home » Estreias » “Juno” de Jason Reitman

“Juno” de Jason Reitman


Semana muitíssimo interessante em termos de estreias cinematográficas!
Para além de 2 nomeados ao Oscar de Melhor Filme, este Juno e (para muito breve) Michael Clayton, temos ainda um dos nomeados para Oscar de Melhor Filme de Animação, Persépolis.

Comecemos, então, pela principal surpresa nas nomeações da Academia de Hollywood.
O Little Miss Sunshine deste ano, só pode ser considerado uma surpresa por aqueles que ainda não tiveram a oportunidade/ousadia de o ver numa sala de cinema. E se o seu antecessor já era bom o que dizer deste Juno!?!

Escusam de perder tempo a tentar classificá-lo como comédia, drama ou romance. O filme apresenta um género muito próprio, original, corrosivo mas igualmente viciante. O melhor que se pode dizer a seu respeito é que no final apetece-nos continuar lá, naquele mundo com aquelas “pessoas” e perceber o que lhes aconteceu a seguir! Para onde foram, o que fizer, o que disseram…

Antes de tudo o resto, o filme vale pelo seu Argumento. Originalidade, criatividade, coragem, loucura, petulância, brilhantismo, etc., etc., etc. A meu ver dificilmente perderá o Oscar para Melhor Argumento Original!!

Depois temos a jovem mas bastante talentosa Ellen Page, de apenas 20 anos, que alcança a sua primeira nomeação aos Oscars (com inteira justiça, diga-se de passagem) e que carrega todo o filme às suas costas com um incrível à-vontade. Depois de, à 2 anos atrás, ter “aparecido” no surpreendente Hard Candy, a jovem canadiana tem aqui, sem dúvida alguma, uma das melhores performances do ano, no papel de Juno.
Michael Cera depois de se fazer notar em 2007 no tresloucado Superbad, volta a representar um “cromo” mas com o qual facilmente se cria uma forte empatia, dado o seu “esforço” em ser normal (se é que se pode falar de pessoas normais neste filme!).

Finalmente, o devido reconhecimento ao realizador Jason Reitman pela coragem em montar todo este cenário e, sobretudo, por ter conseguido manter o mesmo espírito irreverente e independente ao longo de todo o filme.

Para aqueles que não fazem ideia do que(m) é Juno aqui fica o meu humilde resumo:
Juno (Page) é uma adolescente um pouco diferente das suas amigas, dada a segurança, prepotência e descontracção com que vive a sua vida. Porém, todas as suas certezas não colocadas à prova quando engravida do seu peculiar namorado (Cera).
A partir daqui iremos acompanhar todos os seus passos. A forma como irá comunicar a todas e lidar com a sua situação, as diferentes opções que se lhe apresentam e o (in)esperado desenlace.

Por tocar em questões de certa forma polémicas com uma leveza e irresponsabilidade não aceitável por muitos, o filme pode ser criticado pelos mais conservadores.
Tenho pena que não consiga ver para além disso e não se possam deliciar (como eu!) perante uma das pérolas no ano!

Pensei que ainda/já não se fizesse cinema assim…

Site Oficial
Trailer Pt
Trailer 2

Genérico de abertura, All I Want is You (UMA RELÍQUIA!)

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Comments

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: