Passatempos Online

Home » Home Cinema » “The Savages” de Tamara Jenkins

“The Savages” de Tamara Jenkins


Apontado como uma das pérolas do cinema independente norte-americano de 2007, The Savages, não convenceu suficientemente os distribuidores nacionais de forma a garantir a sua exibição nas nossas salas de cinema.

Da mesma forma que não me esconde na hora de criticar as suas opções, vejo-me agora na obrigação de concordar com este caso particular. Mesmo perante as 2 nomeações aos Oscars (Melhor Actriz Principal e Argumento Original) o filme, muito por culpa da sua temática mas também pela sua composição, dificilmente iria justificar o investimento de tal lançamento!

Com isto tornou-se em mais um daqueles casos de estudo, em que um filme rejeitado pelas massas é idolatrado por uns quantos… porém, desta vez não estou (totalmente) de acordo com essa minoria!

Não restem dúvidas quanto ao talento e qualidade do desempenho dos 2 protagonistas, Laura Linney e Philip Seymour Hoffman e quanto à originalidade e autenticidade do argumento de Tamara Jenkins, porém o filme chega a ser demasiado deprimente (será isso mesmo um defeito?) e a momentos monótono. Na minha modesta opinião talvez tenha faltado a Jenkins alguns dotes como realizadora de forma a tornar o filme um pouco mais apelativo.

Em boa verdade será um pouco injusto criticar um filme independente (logo de baixo orçamento) por ser verdadeiramente “independente”. Mas também não nos podemos obrigar a adorar um filme apenas pelo simples facto de ser minimalista ou simplista…

Lenny Savage (Philip Bosco) vive com a sua catatónica namorada no pequeno paraíso para idosos no estado do Arizona onde dispõe de todas as condições para levar a sua vida inconsistente. O falecimento da namorada de Lenny obriga Wendy e Jon (Linney e Hoffman) a assumir a responsabilidade e os cuidados de que o seu pai necessita. Porém, os irmãos não têm meios para o manter no Arizona e serão forçados a instalá-lo num lar mais modesto e onde poderão olhar por ele.
Há muito separados e sem nutrir um especial afecto uns pelos outros, os 3 terão de reaprender a conviver com as suas diferentes personalidades, ao mesmo tempo que terão de lidar com o inevitável…

É um daqueles filmes que nos faz pensar em quem nos rodeia e nas consequências das nossas acções. Por ventura demasiado forte para quem procura na 7ª arte um escape para o seu dia-a-dia.

A descobrir do aconchego do lar …

Site Oficial
Trailer

Leave a Reply

%d bloggers like this: