Passatempos Online

Home » Estreias » “Exterminador Implacável: A Salvação (Terminator: Salvation)” de McG

“Exterminador Implacável: A Salvação (Terminator: Salvation)” de McG


O início da nova trilogia de Terminator, centrado nos acontecimentos “futuristas” que (talvez) ajudam a perceber um pouco melhor aquele mundo apocalíptico anunciado por Kyle Reese e Sarah Connor, é indubitavelmente um dos mais esperados filmes do ano!

Depois de Rise of the Machines, o 3º Cap. (já sem James Cameron ao leme), ter reaberto a caixa da Pandora, um novo mundo de possibilidades apresentava-se perante os responsáveis de um dos franchises mais amados da década de 80 e 90.

Contra a vontade de muitos dos anteriores intervenientes, colocou-se, então, em marcha este novo projecto. Para salvaguardar a reacção dos fãs, o 1º contratado foi nada mais, nada menos do que Christian “Batman” Bale, para interpretar o predestinado líder da revolta, John Connor.
Mas, tal como tantas vezes repetido nas entrevistas, a história (pelo menos neste 4º Cap.) é sobretudo sobre Marcus Wright (Sam Worthington), um enigmático e solitário “viajante” que parece deter em si a solução desta guerra!

Estamos no ano 2018, a luta entre máquinas e humanos encontra-se mais intensa do que nunca. John Connor é “apenas” mais um soldado do exército de humanos que luta perante a eminente extinção da sua raça. Kyle Reese (que será posteriormente seu pai) é um mero adolescente (interpretado por Anton Yelchin) que luta pela sobrevivência numa devastada L.A.. O acaso, e Marcus Wright, irão juntá-los!

Enquanto as máquinas parecem estar cada vez mais evoluídas e mortíferas, os humanos deparam-se com uma descoberta que lhes poderá ajudar a terminar de vez com esta guerra! Mas os perigos estão em cada esquina…
O Mundo pós-apocalíptico promete ser bastante duro para com os humanos!

Há dias, a propósito de Wolverine destacava a dificuldade em transmitir alguma dose de imprevisibilidade a filmes (sobretudo prequelas) que seguiam enredos já conhecidos. Neste caso, mesmo tendo lugar no futuro, as voltas e revoltas no tempo acabam por tornar muitos dos acontecimentos em factos já nossos conhecidos! Ainda que Sarah Connor afirmasse convictamente que “o destino é construído por cada um de nós”… há coisas que têm de acontecer, para tudo isto fazer sentido!

Esta nova trilogia acaba por estar presa a um passado demasiadamente apaixonante e, consequentemente, difícil de contrariar – veja-se, por exemplo, o que aconteceu com a 2ª trilogia de Star Wars!

Enredo à parte, McG é responsável por uma magnífica sessão de guerra e aventura, com efeitos especiais grandiosos e uma imaginação coerente que lhe permite criar um Mundo tecnologicamente evoluído e, ao mesmo tempo, bastante atractivo. Momentos de tensão e de suspense pontuam uma intensa batalha que se desenrola a qualquer momento, em qualquer lugar, simplesmente … pela sobrevivência.

The End Begins…
Mas ter o Christian Bale e muitos robots evoluídos não chega… ok?

Brevemente teremos mais … e melhor…
SEGURAMENTE!

Site Oficial
Trailer
Trailer 2

Comments

Leave a Reply

%d bloggers like this: