Passatempos

Home » Estreias » “Os Substitutos (Surrogates)” de Jonathan Mostow

“Os Substitutos (Surrogates)” de Jonathan Mostow


A que distância estaremos do Mundo retratado em Surrogates?
Esta será a principal questão que nos devemos colocar!

Alienados da realidade (pelo menos em termos físicos), os humanos retratados no universo concebido por Robert Venditti e Brett Weldele (na novela gráfica com o mesmo nome) optam por “viver” através do seu substituto, permanecendo confortavelmente no conforto do seu lar.
Esta abstracção da vida real, em que “outros seres” vivem o nosso dia-a-dia (qual Second Life), será um dos (possíveis) futuros apocalípticos da nossa humanidade, cada vez mais dependente dos computadores, dos contactos internéticos e das realidades artificiais.
É que se por um lado a tecnologia pode aproximar pessoas extremamente distantes, ela pode, também, afastar aqueles que vivem a nosso lado!

Assim, num mundo maioritariamente ocupado por robots geneticamente adaptados às características (ou vontades) dos seus proprietários que interagem entre si no mundo “real”, os “meros” humanos formam uma minoria que se enclausura em locais altamente vigiados, preparando a ressurreição!?!

Os acontecimentos parecem-se precipitar quando Tom Greer (Bruce Willis) e Jennifer Peters (Radha Mitchell), dois detectives do mundo tecnológico, iniciam a investigação daquele que virá a ser o primeiro homicídio em muitos anos.
Enquanto lida com os seus problemas familiares, especialmente o crescente afastamento da sua esposa (Rosamund Pike), Greer irá envolver-se numa perigosa trama que une o criador dos Surrogates, Dr. Lionel Canter (James Cromwell), ao líder da revolta humana, conhecido como The Prophet (Ving Rhames).
Até que ponto nos sentiremos verdadeiramente humanos ao viver através de um robot?!?

Mais do que uma obra de pura ficção científica, o filme de Jonathan Mostow interessa-se por explorar a natureza humana, as suas relações e a forma progressiva como nos temos vindo a alienar uns dos outros.
Claro está que querer é uma coisa e lá chegar é outra! Dividido entre a consciencialização social e o entretenimento futurista, o realizador deixa mais questões do que propriamente respostas. Ainda assim, parece-me inequívoco tratar-se de um up-grade interessante face à sua anterior experiência em Terminator 3: Rise of the Machines!

Veremos onde nos leva de seguida.
Para já merece um voto de confiança!

Site Oficial
Trailer

About

Já vão 16 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Leave a Reply