Home » Estreias » “Um Dia (One Day)” de Lone Scherfig

“Um Dia (One Day)” de Lone Scherfig


O mais aborrecido das férias é mesmo ficar sem muito tempo para ir ao cinema e com muito menos tempo para escrever…
Ainda assim, sempre há um ou outro filme em falta e alguns minutos disponíveis para partilhar as nossas ideias!

O romance (literário) deve ser realmente arrebatador!
Quanto ao filme falta-lhe um pouco de… chama!

Em duas ou três semanas, One Day passou de total desconhecido (pelo menos aqui para o je) a obra obrigatória pelos seus intervenientes e pela fama que já transportava.
Infelizmente esta coisa das expectativas (demasiado elevadas, neste caso!) tem o ónus condicionar a opinião sobre um filme apenas por não ser magnífico!

One Day carrega a sua mensagem, faz-nos pensar sobre as verdadeiras opções da vida e quão voláteis elas podem ser, ao mesmo tempo que nos diverte e transporta para uma viagem de mais de 20 anos, percorrendo os anos 80, 90 e 2000.

Durante esse período assistimos ao evoluir da relação entre Emma (Anne Hathaway) e Dexter (Jim Sturgess), dois jovens recém-licenciados com expectativas (mais uma vez perigosas!) bastante distintas face ao futuro que os espera. A cada dia 15 de julho, ficamos a perceber como se conheceram, como passaram a parte importante da vida de cada um e de como isso condicionou (ou influenciou) aquilo em que se tornaram.

Depois do imenso sucesso de An Education, a dinamarquesa Lone Scherfig volta a convencer público e crítica (especialmente no Reino Unido), graças a uma forma autêntica de conduzir e explorar as relações humanas, nomeadamente, as suas alegrias, os seus dissabores e as suas redenções!

Excesso de zelo ou não da minha parte, temo que falte ao filme algo (um final?) realmente arrebatador que nos deixe de queixo caído e de respiração suspensa.
Sem isso “resta-nos” uma obra bastante interessante, com dois desempenhos de grande qualidade (de parte de ambos os jovens protagonistas!) mas que passará algo despercebida perante as inúmeras estreias que se aguardam nestas próximas semanas.

Quanto ao romance de David Nicholls, acredito que vá aumentar (e muito!) as suas vendas um pouco por todo o Mundo, Portugal incluído!
Quem sabe se não é desta que me convenço a ler o (respectivo) livro depois de ver o filme?!?

Site Oficial
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Comments

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: