Passatempos

Home » Estreias » “A Idade do Rock (Rock of Ages)” de Adam Shankman

“A Idade do Rock (Rock of Ages)” de Adam Shankman


Lembro-me perfeitamente de quando ouvi falar pela 1ª vez deste filme – numa fase de pós-produção – ter concluído que se não fosse um grande filme correria o sério risco de se revelar um imenso flop (em Portugal) ou nem chegar sequer a estrear nos nossos cinemas!

Depois do deslumbrante Dreamgirls os musicais (made in USA) não mais voltaram às luzes da ribalta… pelo menos em solo europeu! Hairspray revelou-se uma obra desinteressante enquanto Cadillac Records e Footloose nem viram o escuro das salas de cinema portuguesas, só para mencionar os 3 mais mediáticos!

Curiosamente mantive a minha desconfiança face a este Rock of Ages até entrar numa loja FNAC (publicidade à parte!) poucos dias antes da sua estreia. Ao ouvir a banda-sonora fiquei convencido que estaríamos perante uma obra… fantástica!

No entanto, a verdade é que as massas que hoje vendem cara a sua presença nas salas de cinema, especialmente as nacionais, nunca (repito, nunca!) ouviram falar dos Foreigner, dos Extreme, dos Whitesnake, dos REO Speedwagon ou dos Scorpions, mesmo que algumas das músicas que ouvimos no filme lhes soem a familiares.

Ok, o argumento tem as suas lacunas e os seus twists demasiado previsíveis mas tem, também, algumas das personagens mais suculentas que há memória em musicais.
Russell Brand e Alec Baldwin dão corpo a 2 inveterados fãs do rock que, mesmo sem sem ganhar um tostão, mantêm viva a mais influente sala de espectáculos de Sunset Strip, Hollywood.
Paul Giamatti é o inescrupuloso (mesmo que a palavra não exista!) manager que conduz as carreiras e vidas das suas estrelas até à exaustão!
Malin Akerman dá vida à jornalista da (revista) Rolling Stone que desafiará o status quo.
E não tenho palavras para classificar o desempenho de Tom Cruise! Podem dizer o que quiserem, podem tentar escamotear a vosso gosto mas Stacee Jaxx é uma daquelas personagens que irá acompanhar o famoso actor norte-americano para sempre!!!

Pena é mesmo que os dois jovens protagonistas do filme, Julianne Hough e Diego Boneta, não estejam (pelo menos por agora) à altura dos pares!

Revisitando alguns dos maiores sucessos do rock e do pop dos anos 80, o filme consegue habilmente integrar as músicas com as acções e os diálogos que pontuam o filme, revelando uma banda-sonora riquíssima e saudosista!
Tendo por mero objectivo o de divertir e de entreter os espectadores, a obra de Adam Shankman (também o realizador de Hairspray) acaba por revelar-se uma ode a uma época e a um estilo de música e de vida que goste-se ou não, aprove-se ou não, aceite-se ou não, é emblemática!

Gostei do filme, gostei das músicas – o CD está na minha TO BUY LIST da Amazon – e gostei da maioria dos desempenhos!
Se a história fosse melhorzinha estaríamos perante um dos grande filmes deste Verão… e mesmo assim foi um fracasso nas bilheteiras portuguesas!

Site Oficial
Trailer
Trailer 2

About

Já vão 16 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Leave a Reply

%d bloggers like this: