Passatempos

Home » Estreias » “Os Amantes Passageiros (Los Amantes Pasajeros)” de Pedro Almodóvar

“Os Amantes Passageiros (Los Amantes Pasajeros)” de Pedro Almodóvar


Para que não restem dúvidas, Pedro foi o primeiro a reconhecer que Los Amantes Pasajeros é “o filme mais gay que já fez”.
Só para enquadramento.

Nunca tive uma relação muito próxima com Almodóvar (não sei se isto soou como devia mas, ok!). Apenas recentemente, com Los Abrazos Rotos, comecei a ganhar curiosidade em ver os seus filmes. Seguiu-se La Piel que Habito e agora uma comédia mais do que depravada para fugir ao estilo mais pesaroso que acompanhava as suas últimas obras.

É inequívoco reconhecer o talento do realizador para encadear histórias, cenas e situações, mantendo os espetadores apenas com a informação imprescindível para acompanhar a narrativa. Mas, até o brilhantismo tem limites e, desta vez, Pedro passou um bocadinho da marca. Dá para rir (muito) mas chega a ser inconveniente!

Percebe-se a intenção de Almodóvar em romper com preconceitos e fazer-nos a todos rir com um rol de personagens bastante peculiar e, acima de tudo, com níveis de testosterona inqualificáveis!
Porém, se não temos pudor em criticar as comédias made in USA que usam e abusam do sexo como ferramenta de arremesso, não é por estar o mais conceituado realizador espanhol das últimas décadas por detrás da câmaras que a opinião tem de ser diferente.

A bordo do voo 2549 da Companhia Península com destino à cidade do México, um grupo “delicado” de assistentes de bordo tudo fará para entreter a tripulação enquanto o piloto e copiloto tentam resolver um contratempo inesperado. Mas à medida que a interação entre tripulação e passageiros intensifica-se, a(s) verdade(s) começa(m) a vir ao de cima…

No final, tal como o avião, andamos às voltas, às voltas e chegamos a lugar nenhum. O tema central é, invariavelmente, o sexo. Homo e hétero praticamente na mesma medida (mais do primeiro do que do segundo) mas sempre com um lado depravado que chega a criar desconforto, ao invés de descontrair.

Quanto a Penélope e Antonio, chega a roçar a publicidade enganosa a sua referência com parte do elenco do filme. Quem viu o trailer já teve a oportunidade de ver 90% da sua participação do filme. Só para depois não dizerem que foi por falta de aviso!

Foge aos parâmetros comuns do cinema (espanhol).
Mas… passa em demais da conta!

Site Oficial
Trailer

About

Já vão 16 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Leave a Reply

%d bloggers like this: