Passatempos

Home » Estreias » “Kick-Ass 2: Agora é a Doer” de Jeff Wadlow

“Kick-Ass 2: Agora é a Doer” de Jeff Wadlow


Depois do imenso sucesso que se revelou o primeiro Kick-Ass, foi apenas uma questão de tempo até chegar a aguardada sequela.

A frescura, coragem e empenho de um invulgar herói, acompanhado por uma improvável dupla de verdadeiros super-heróis, não era mais um filme de “aventuras aos quadradinhos”!
Kick-Ass, Hit-Girl e Big Daddy fugiam a qualquer estereótipo e pela visão e arrojo únicos de Matthew Vaughn, tornaram-se nos mais sangrentos e idolatrados super-heróis desta década.

Aaron Taylor-Johnson e Chloë Grace Moretz voltam a dar corpo aos dois jovens “guerreiros”, no entanto, cada um parece reagir de forma totalmente antagónica ao desenlace do primeiro filme.

Mindy (Moretz) é agora uma adolescente, com visíveis dificuldades em se integrar numa sociedade que desconhece enquanto Dave (Johnson), por muito que tente, não consegue deixar de lado o seu fato verde.
No entanto, os seus atos (do 1º filme) criaram uma legião de seguidores que formam agora um grupo de vigilantes mascarados que percorrem as ruas diariamente. Entre eles destaca-se o Coronel Stars and Stripes (Jim Carrey), um homem de fortes convicções e métodos agressivos que segue à risca a doutrina preconizada pelos nossos heróis.
Entretanto, na penumbra, Red Minst (Christopher Mintz-Plasse) – agora The Motherfucker – reúne um exército de super-vilões com um único propósito “tirar a vida àquele que matou o seu pai”!

Perdidas as figuras adultos que pontificavam no 1º capítulo, o filme é por completo entregue aos mais jovens. Dessa forma e sem grandes introduções a fazer, Jeff Wadlow acaba por “encher” muitos minutos do filme com os mais recalcados clichés do típico adolescente norte-americano: a sexualidade, a afirmação no liceu e as dúvidas existências… e até um expectável romance.

Pontualmente Kick-Ass 2 permite perceber o porquê de todo o fascínio causado pelo seu antecessor mas, infelizmente, são muitos os momentos em que sentimos falta da criatividade do original. Não será por acaso que, entretanto, Vaughn realizou o melhor dos todos os X-Men (First Class)…

Mesmo perante o fracasso de bilheteiras que este 2º capítulo se tem revelado, não seria surpresa alguma se Kick-Ass visse nova sequela. O enredo parece pronto para isso, nós (os fieis seguidores) aguardamos com redobrada expetativa e a dupla de protagonistas – Aaron Taylor-Johnson e Chloë Grace Moretz – promete! É só mesmo esperar que Chloë cresça um bocadinho mais…

O franchise (acho que já o podemos chamar assim) continua cativante, mesmo que tenha perdido algum do brilhantismo e novidade.

Já agora, fiquem para lá dos créditos.
Vale a pena.

Site Oficial
Trailer
Trailer 2

About

Já vão 16 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Leave a Reply

%d bloggers like this: