Home » Estreias » “Em Parte Incerta (Gone Girl)” de David Fincher

“Em Parte Incerta (Gone Girl)” de David Fincher


12 anos, foi o tempo que levou Rosamund Pike de Bond Girl até à nomeação ao Oscar® de Melhor Atriz! Sim, porque só mesmo um cataclismo negará à atriz londrina a sua 1ª inscrição na listagem dos Prémios da Academia.

O longo percurso, do ouro negro ao dourado da estatueta, pode parecer estranho a avaliar pelo trailer e pelas expetativas criadas mas para quem já viu Gone Girl não parece ter dúvida alguma. David Fincher e Ben Affleck fazem a sua parte – de forma irrepreensível! – mas o filme pertence, por completo, a Pike.

A sua Amy Dunne tem tantas camadas, tantas nuances, que só uma atriz de grande qualidade seria capaz de dar vida à personagem criada por Gillian Flynn. Em pouco mais de 2h, o nosso sentimento perante a sua frágil e perturbada existência vai de um extremo ao outro, sem apelo nem agravo.

Após 5 anos, o casamento de Nick (Affleck) e Amy (Pike) está longe dos melhores momentos. Foram muitas as mudanças, as discussões, os percalços, as diferenças. Mas quando Amy desaparece sem deixar rasto, Nick alia-se a uma campanha nacional para procurar a sua mulher.
No entanto, algo bastante melindroso ensombra a sua relação, algo que promete alterar a percepção de todos sobre os atos e motivações dos envolvidos, algo que as provas irrefutáveis passam a comprovar.

São diversos os caminhos percorridos por Fincher. A condição humana, as relações a dois, os pontos de vista únicos de cada um, a mediatização da vida privada, as consequência irremediáveis dos atos inqualificáveis, a complexidade das decisões e das emoções. Há tanto, tanto para absorver durante as duas horas e meia de filme que dias depois, ainda nos encontramos a interiorizar e avalizar algumas das mensagens recebidas.

David Fincher conta, agora, no seu currículo com 10 longa-metragens. Com a excepção do seu filme de estreia, Alien 3, todos os seus filmes merecem ser vistos e revistos. São 20 anos de muito talento, inovação, criatividade e génio! Gone Girl pode muito bem ser o seu filme mais completo.
Já os últimos 20 anos de Ben Affleck foram consideravelmente diferentes. Começaram com um Oscars®, pelo argumento de Good Will Hunting (em parceria com o seu bom amigo, Matt Damon) e culminaram com… outro, por Argo. Pelo meio alguns sucessos, outros tantos fiascos e uma inesperada carreira como realizador. Aparentemente o natural de Boston, também é um grande ator, after all!

É uma história impactante, imprevisível, educativa e extraordinária. Tentamos em vários momentos antecipar o próximo passo mas sempre sem sucesso. E é tão bom. Para mim, faltou-lhe apenas um momento transcendente para ser, desde já, um Clássico.

De qualquer forma, Gone Girl arrisca-se, pelo menos, a arrebatar nomeações às 5 categorias-chave dos Oscars®: Filme, Realizador, Argumento, Ator e Atriz Principal. Desde The Silent of the Lambs que nenhum filme conquista o quinteto. Bela referência.

The Awards Season has started, indubitavelmente.

Site Oficial
Teaser
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: