Home » Estreias » “Get On Up” de Tate Taylor

“Get On Up” de Tate Taylor


Há muita gente que se vai arrepender de não ter visto este Get On Up no cinema.
Tenho dito.

Por onde começar?
Chadwick Boseman ainda não é um nome facilmente reconhecível na 7ª arte… mas isso acabará MUITO em breve. Depois de protagonizar 42 – um sucesso nos EUA que inexplicavelmente não chegou às nossas salas de cinema e de ter participado (ainda que num papel bem secundário) em Draft Day, o jovem de South Carolina prepara-se para partilhar a tela com Robert Downey Jr. e Chris Evans na próxima sequela de Captain America, seguindo-se depois o papel de protagonista em Black Panther. Já para não falar no seu brilhante desempenho como James Brown, neste filme.

Tate Taylor é o realizador e argumentista de The Help, filme revelação de 2011. Se os direitos civis já era um tema ardente, a biografia de James Brown é material altamente inflamável!

James Brown, figura incontornável da música e da cultura norte-americana do século XX. Músico talentoso, homem explosivo senhor de uma história de vida inconfundível e inimitável. Soul, Funk, Hip-Hop, R&B e tantos outros géneros musicais foram influenciados ou nasceram fruto do virtuosismo de um ser especial.

Ao longo de vários capítulos vamos conhecendo as origens humildes, o passado tumultuoso, as relações eletrizantes e, sobretudo, a herança musical que um corajoso e talentoso artista deixou ao Mundo. James Brown era um homem de muitas facetas, nem todas recomendáveis ou elogiáveis, mas há, também, momentos que o tornaram numa lenda imortal.

Uma das grandes dificuldades nos biopics é a capacidade de resumir ou selecionar os factos que “merecem” ser contados, Muitas vezes a falta de critério leva a que grandes Homens sejam tratados com sofridão, dada a ânsia de reproduzir cada segundo das suas vidas.
Tate Taylor já tinha demonstrado anteriormente um talento apurado para contar histórias e torna a fazê-lo. Em meia dúzia de actos ficamos a conhecer o essencial da vida de um homem complexo e admirável, fruto de um grande trabalho de realização e síntese.

E, claro, o brilhantismo do desempenho de Chadwick. É incrível ver alguns imagens/vídeos do verdadeiro e depois comparar com a personagem, tal a verosimilhança de cada detalhe, de cada tirada, de cada maneirismo.

É, sem dúvida, um dos grandes filmes da temporada e, seguramente, de entre estes o mais desvalorizado (pelo menos pelo público português). É uma pena que assim seja.
Get On Up vai certamente figurar nas diversas listagem dos Melhores do Ano – assim de repente parece-me obrigatório nas categorias de Comédia/Musical dos Golden Globes – e muitos terão perdido a oportunidade de se deliciarem com as músicas e a vida de James Brown.

Amplamente recomendado… e como li algures “dá mesmo vontade de levantar para cantar e/ou dançar, em plena sala de cinema”.

Site Oficial
Trailer
Trailer 2

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: