Home » Estreias » “Selma” de Ava DuVernay

“Selma” de Ava DuVernay


É interessante, bem mais pela história que retrata do que, propriamente, pela sua qualidade como filme.

Muito se tem falado do trabalho de Ava DuVernay e, sobretudo, de David Oyelowo como Martin Luther King Jr. porém, a primeira não demonstra qualquer virtuosismo enquanto o ator inglês apesar do seu desempenho seguro, não chega a deslumbrar.

A luta pelo direito de voto (dos negros), terá sido um dos marcos da vida e obra do pastor protestante. Religioso, pai de família, ativista, a luta pelos direitos civis dos negros (norte-americanos) pautou a vida adulta de Luther King até à sua morte.
Neste filme ficamos a conhecer apenas um dos muitos episódios que lhe garantiu um lugar na História. Um momento que merece ser contado e imortalizado.

1965, Martin Luther King Jr. (Oyelowo) prossegue a sua incansável luta pela igualdade de direitos num país marcadamente dividido e amplamente sedento por justiça. Recentemente laureado com o Nobel da Paz, o ativista encontra nova batalha precisamente no seu Estado natal do Alabama. O direito de voto dos afro-americanos terá como palco (ou ponto de partida) a pequena cidade de Selma.

Uma História incrível.
A dada altura não podemos deixar de sentir repulsa e admiração por uns e outros… e não se trata apenas de um sentimento cinematográfico. Se há virtude na realização de Ava é a capacidade de nos mostrar algo real, palpável, cru. Não são apenas homens, mulheres, atos ou reações, são factos que marcaram a História e ajudaram a moldar o mundo tal como o conhecemos.

Como filme, Selma deixa muito a desejar. Há muita História para contar e acabamos perdidos no meio de tantos factos – alguns deles até irrelevantes para o filme. Acompanhamos Luther King, a sua família, os seus amigos, os seus parceiros de luta, os seus detratores, os seus opositores, os seus aliados, os seus investigadores, o Presidente. Muita gente. Demasiada gente.

A validade dos acontecimentos (reais) é inquestionável, já a qualidade do filme não o é.
Para lá da mais valia histórica, confesso, não consegui vislumbrar a excelência que muitos apregoam.

Site Oficial
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Comments

  1. "Selma: A Marcha da Liberdade" é um filme demasiado longo, fazendo que se torne algo enfadonho e aborrecido. O filme é bom, é interessante e tem um bom elenco.
    Mas "Selma" torna-se algo cansativo de ver devido a ser enorme, contudo recomendo que o vejam.
    3*
    Pode ler e/ou comentar a análise completa em: http://osfilmesdefredericodaniel.blogspot.pt/2015/03/selma-marcha-da-liberdade.html
    Cumprimentos, Frederico Daniel.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: