Home » Estreias » “Chappie” de Neill Blomkamp

“Chappie” de Neill Blomkamp


Antes de mais é necessário fazer uma importante distinção entre quem já teve o privilégio de ver District 9 e quem só conheceu Neill Blomkamp em Elysium… porque Chappie será vivido de forma diferente em função dessa dualidade.

Com as devidas distâncias (aliens de um lado, robots do outro) mas o âmago de District 9 e de Chappie é bastante, bastante similar. A discriminação, a inocência, a honestidade, a (in)compreensão, a imensa originalidade de um cineasta invulgar e de imenso talento.
O paralelismo entre as duas histórias é ainda maior com o aproximar dos respetivos desenlaces mas isso já são ‘territórios’ que não interesse explorar agora.

Joanesburgo, África do Sul – terra natal de Blomkamp – volta a ser o cenário perfeito para mais um ensaio sobre as mais elementares características do ser humano. No fundo, é essa a principal diferença entre a obra do realizador sul-africano e a larguíssima maioria dos filmes de ficção científica. Ao invés de utilizar o género para entreter o espetador, Blomkamp utiliza-o para dissecar o Homem… sem contudo deixar de criar universos (paralelos) amplamente atrativos e emotivos.

Num futuro próximo, a segurança do comum dos cidadãos é garantida pela presença de uma força policial amplamente robotizada. Isso não quer dizer que o (sub)mundo do crime organizado da maior cidade da África do Sul tenha desaparecido, apenas que este depara-se com um “adversário” vigorosamente implacável.
É perante este cenário tecnológico que Deon Wilson (Dev Patel), um dos principais responsáveis pela empresa construtora dos robots, tenta criar o primeiro autómato munido de inteligência artificial. Chappie acabará por ganhar vida de forma totalmente imprevisível, o que desencadeará uma série de (r)evoluções nessa sociedade futurista, com consequências inimagináveis!

A meio caminho entre o entretenimento mais emocional e a ficção científica pura e dura, Chappie será, muito provavelmente, a última vez que Blomkamp irá surpreender os cinéfilos de todo o mundo… porque a partir de agora o anonimato será impossível! Seguir-se-à o reboot de Alien, nada mais explosivo, quer-nos parecer!

E se a tecnologia assume grande protagonismo, o lado humano é, igualmente, categórico. Dev Patel tarda em confirmar todas as credenciais evidenciadas em Slumdog Millionaire mas volta a demonstrar que o talento está todo lá. Hugh Jackman abandona a sua “zona de conforto” sacrificando-se em prol de um enredo complexo, difícil e ambíguo. E Sharlto Copley continua a sua parceria com Blomkamp de forma primorosa. Depois de protagonista e de antagonista, agora é a vez do motion-capture, de forma a dar vida a um ‘jovem’ robot!

Há toda uma dinâmica, uma áurea revolucionária que só mesmo vendo para perceber.
Em meros 6 anos e com apenas 3 filmes, Blomkamp já garantiu o seu lugar ao lado dos grandes mestres da ficção-científica, fruto de uma imaginação e de um talento realmente surpreendentes.

Chappie é mais um marco desse percurso que, como já referido, prosseguirá com um dos mais amados franchises do género. O céu será o limite!

Quanto a Chappie dirá muito mais a quem (ainda) não viu District 9!

Site
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: