Home » Estreias » “Patriots Day – Unidos por Boston” de Peter Berg

“Patriots Day – Unidos por Boston” de Peter Berg

Pode um filme se mais real do que a própria realidade?

Peter Berg e Mark Wahlberg voltam a colaborar em mais um relato atual, verídico e poderoso (depois de Lone Survivor e Deepwater Horizon), desta vez tendo o conhecido ataque terrorista da Maratona de Boston, como destinatário.

Patriots Day, April 15th 2013.
A capital do Estado de Massachusetts está toda engalanada para o acontecimento desportivo e cultural mais significativo do ano. Por toda a cidade, anónimos e “famosos” preparam-se para fazer parte desse dia histórico. Dois deles com intenções maquiavélicas.
Nesse dia, 4 pessoas (entre elas uma criança) perderam a vida. Dezenas sofrerem lesões nos membros inferiores que as incapacitou para o resto da vida. Nós, a milhares de quilómetros de distância, assistimos a (quase) tudo através da TV, das redes sociais, da nova era da comunicação instantânea.

É esse o principal desafio de Peter Berg.
Como replicar no cinema, aquilo que grande parte de nós teve acesso praticamente em direto? O sargento Tommy Saunders (Wahlberg) é o elo condutor de todo o filme. Omnipresente, o policial – a regressar ao ativo após um afastamento doloroso – está no foco de toda a ação. É dos primeiros a chegar ao local das explosões. É dos primeiros a insurgir-se perante a inoperância do FBI. É dos últimos a deixar a “caça ao homem” que se seguiu.

Mas o filme não se cinge ao que já conhecemos. Acompanha as últimas horas de anonimato de heróis e vilões. Acompanha, ao detalhe, os momentos de tensão e terror que delimitaram o atentado. Coloca-nos em plano de destaque na hora da perseguição aos 2 homens mais procurados em Boston, nos últimos anos.

O senão é que, salvo um ou outros detalhe, acabamos por ficar com a sensação de já termos visto aquilo em algum lado. Na TV, nas redes sociais, um pouco por todo o lado…
Na altura ficou apenas por contar, a história individual dos diferentes envolvidos. Muitas delas dolorosas de conhecer mas, igualmente, dignificantes. Histórias reais, contadas pelos próprios no longo epílogo final, num momento amplamente emocional e revelador (da natureza humana).

A roçar o documentário, dada a constante utilização de imagens reais, especialmente nos momentos mais marcantes, o novo filme da dupla BergWahlberg não atinge o patamar de qualidade das anteriores parcerias, muito por culpa a relevância noticiosa do relatado.

Conhecemos a história, reconhecemos a maioria dos seus protagonistas e por muita cuidadosa e prodigiosa que seja a recriação dos factos, não há nada como ‘a primeira vez’.

O ser humano no seu pior… e no seu melhor é o que Patriots Day nos tem para oferecer.
Já conhecemos grande parte da história (e das imagens) mas, ainda assim, estamos perante um filme de qualidade.

 

Site
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: