Home » Antevisões » Antevisão “Transformers: The Last Knight” de Michael Bay

Antevisão “Transformers: The Last Knight” de Michael Bay

Pode-se apontar todos os defeitos ao trabalho de Michael Bay nesta saga mas, em termos visuais, o realizador norte-americano tem realizado, de facto, um trabalho “à frente do seu tempo”.

Recordo perfeitamente o dia (ou noite!) em que assisti ao primeiro filme da série. Para um ávido fã da série da BD que alegrava as manhãs da pequenada, a mera possibilidade dos Transformers terem direito a uma versão cinematográfica era, já de si, um completo fascínio.

Mas naquela sessão, para mim a primeira em High Definition, não foi só a magia de ver os robots ganhar vida, era todo um novo mar de encanto visual, de detalhe, de realismo que assumia outra dimensão. E claro, a Megan Fox.

Seguiram-se mais 3 filmes. Pelo meio, Bay optou por rasgar o guião e recomeçar quase tudo de novo. Shia Labeouf e Megan Fox seguiram o seu rumo, entraram Mark Wahlberg, umas caras larocas e os Dinobots. Optimus Prime, Bumblebee e Megatron continuam a atormentar o nosso dia-a-dia, ainda que em termos narrativos os filmes venham gradualmente a perder mais e mais consistência.

Sem uma Família para apelar ao lado mais emocional dos espetadores, resta-nos o espetáculo visual. Ninguém se queixa, portanto!

A promessa para este 5º capítulo segue precisamente essa premissa. Fantásticos efeitos especiais, cenas de ação de cortar a respiração e um som eletrizante… para ser plenamente desfrutado numa sala IMAX. Naturalmente a preocupação em encontrar uma história que dê corpo a todo esta espetacularidade é premente mas será escusar tentar escamotear que essa será, sempre, uma preocupação secundária.

Humanos e Transformers estão em guerra. Optimus Prime partiu. A chave para salvar o nosso futuro está enterrada nos segredos do passado, na história oculta dos Transformers na Terra, e a missão recai sobre os ombros de uma aliança improvável: Cade Yeager , Bumblebee, um lorde inglês e uma professora de Oxford. Há um momento na vida em que somos chamados a fazer a diferença. 

Se Michael Bay continua a prometer que esta será a sua última Transformação (se bem se recordam, desde o 1º filme que o realizador anuncia que deixará outro pegar no seu “bebé”), The Last Knight conta com outros nomes de peso. O já referido Mark Wahlberg regressa no papel de Cade Yeager, o mecânico e engenhocas que ajudou Optimus Prime a “regressar dos mortos” em Age of Extintion, assim como Stanley Tucci, um dos vilões do filme anterior. Quem está igualmente de regresso ao franchise – depois do interregno de um filme – são Josh Duhamel, Tyrese Gibson e John Turturro. Porque, à imagem do que aconteceu com Pirates of the Caribbean, é sempre bom ver caras conhecidas por perto.

Se o elenco já dava garantias de qualidade que dizer da presença de Anthony Hopkins!?! O veterano ator inglês e um dos mais conceituados de sempre, parece ter ganho o gosto com Thor e volta a um grande blockbuster de Verão, desta vez no papel de Sir Edmund Burton, um nobre historiador e conhecedor da História dos Transformers no nosso planeta. Temos vilão???
E por falar em filmes da Marvel, referência última para Laura Haddock – faz de Meredith Quill, mãe de Star Lord, em Guardians of the Galaxy e na sua sequela – que tem a sua cargo a Professora Universitária Vivian Wembley, interesse amoroso de Cade Yager, dizemos nós.

Se há filme (ou franchise) que personifica na perfeição o conceito de “filme-pipoca” é este Transformers: The Last Knight. Ação a rodes, efeitos especiais de elevadíssima qualidade, a magia do cinema do ponto de vista dos sentidos.

Transformers: O Último Cavaleiro estreia em IMAX 3D, em Portugal, a 22 de junho.

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: