Home » Antevisões » Antevisão “The Shape of Water” de Guillermo del Toro

Antevisão “The Shape of Water” de Guillermo del Toro

Não é a habitual antevisão, até porque ainda faltam quase 5 meses até à sua estreia no nosso país mas a recente conquista do Leão de Ouro do Festival de Veneza, a calorosa recepção no Festival de Toronto (TIFF) e a imensa expetativa que tem criado em seu redor – ao ponto de obrigar Del Toro a adiar a produção do aguardado remake de Fantastic Voyage, para estar disponível para promover o filme durante a temporada dos prémios – incitam a uma primeira apresentação daquilo que pode muito bem vir a ser o Filme do Ano.

O realizador mexicano não é um desconhecido para a larga maioria do público apreciador de cinema. É verdade que os seus filmes mais badalados apresentam, por norma, uma temática fantasiosa e em alguns casos até assustadora que o retiraria, em condições normais, do olhar do grande público mas o talento e, sobretudo, uma visão singular e mágica têm-lhe garantido o merecido reconhecimento do grande público.

El laberinto del fauno, Hellboy, Crimson Peak, Pacific Rim. A fantasia ao serviço do drama histórico, dos super-heróis, do terror, do cinema de ação.

Ponto de partida quase obrigatório da obra do realizador mexicano, a fantasia (grotesca) é igualmente o tema central do seu mais recente filme. Situado em plena Guerra Fria, mais propriamente nos sinistros laboratórios clandestinos onde os génios (e loucos) de ambas as facções deliciavam-se com experiências pouco recomendáveis, The Shape of Water conta a história de uma criatura invulgar, mantida em cativeiro pelo sinistro Strickland (Michael Shannon), que desenvolverá uma improvável relação com a tímida e solitária Eliza Esposito (Sally Hawkins).

A meio caminho entre a história de amor e o filme de espionagem, o filme promete, em igual medida, encantar e assustar os espetadores. Algo a que Del Toro já nos habituou. Mas, desta vez mais do que nas outras, parece que há algo verdadeiramente mágico na forma, no estilo ou no enredo deste filme que lhe tem garantido os melhores elogios. Claro está que a tripla Shannon, Hawkins e Octavia Spencer (todos eles já com nomeações aos Oscars) ajuda qualquer forma filme a ganhar vida …mas parece que não é só isso.

A título de curiosidade, o homem por detrás do “peixe” é Doug Jones um habitual colaborador de Del Toro mas que em função, também, do estilo visual do realizador, está longe de ser uma cara reconhecida do grande público. No elenco constam ainda nomes como Richard Jenkins (The Visitor) ou Michael Stuhlbarg (A Serious Man), compondo um “ramalhete” recheado de talento e experiência.

Pelo que foi possível ver até agora, nomeadamente nos trailers, temos de facto um filme recheado de pequenas preciosidades que funcionará quase como um thriller. Para lá da relação entre Eliza e The Asset (assim é designado o “peixe”, oficialmente), o enredo divergirá quase para um heist movie em torno do rapto do “elemento”, com contornos de esquizofrenia, fruto da tenção latente da época, entre os EUA-USSR.

E há ovos. E linguagem gestual. E lágrimas. Suor. Sangue… ou água.

The Shape of Water estreia, em Portugal, a 1 de fevereiro de 2018.

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: