Home » Estreias » “Um Desastre de Artista (The Disaster Artist)” de James Franco

“Um Desastre de Artista (The Disaster Artist)” de James Franco

James Franco ao nível dos grandes!

Quem diria que o protagonista de filmes como The Interview, Why Him? ou Spring Breakers seria senhor para encarnar, com tamanha mestria, uma figuraça como Tommy Wiseau.

É verdade que Franco já conta com uma nomeação ao Oscar de Melhor Ator (graças ao angustiante 127 Hours) mas o seu percurso tem sido tudo menos convencional. O que até encaixa na perfeição com o desafio em questão.

Para além de protagonizar umas das grandes surpresas desta temporada de prémios, James assume igualmente a realização. Nada de excecional, não fosse o caso do ator ter realizado outros 15 filmes – na sua larga maioria desconhecidos para o grande público – só neste década. Mas, lá está, este modus operandi condiz em pleno com o Universo paralelo onde habita Tommy Wiseau.

É, ou foi, uma maluqueira. Há 15 anos quando Tommy (James Franco) resolveu produzir, realizar, escrever e protagonizar The Room ninguém, nem mesmo o seu melhor amigo e co-protagonista, Greg Sestero (Dave Franco), estaria perto de antever o quão mau o filme viria a ser. Nem a legião de fãs que iria encontrar por esse mundo fora.
E foi assim que tudo aconteceu.

Foi uma experiência realmente sui generis. A incredulidade foi o principal sentimento durante grande parte do filme. The Disaster Artist tem uma daquelas histórias que só mesmo sendo verídica para ser minimamente aceitável.

Se o preâmbulo e a rodagem do filme – The Room – são inacreditáveis, o resultado final é algo possível apenas num mundo invertido. A nós resta-nos tentar – fiquemo-nos pelo “tentar” – conceber que algo do género foi possível, e ainda por cima neste século! Só mesmo rindo.

Bem no meio deste retrato surreal, temos um desempenho inacreditável de James Franco. Percebe-se um certo exagero satírico no boneco criado mas a verdade é que não conseguimos percepcionar o sujeito por debaixo da personagem. E esse é o maior elogio que se pode fazer a um ator.

Há uma certa similaridade entre o estilo deste The Disaster Artist e The Room. O protagonista/realizador, o estilo estranho e inconsistente, o tão mau que até é bom, o sucesso surpreendente, o filme cómico que nasce de um drama intenso.

É inegavelmente um filme diferente, sobre um artista desastroso que acabou por triunfar da forma mais inacreditável possível.

Só nos EUA!!

  

Site
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: