Home » News » Em Março, nos Cinemas…

Em Março, nos Cinemas…

Outrora conhecida como a Silly Season do cinema, altura em que os estúdios lançavam no mercado os seu produtos mais ingratos – i.e. filmes mais sérios que tinham falhado as nomeações aos Prémios ou filmes mais descontraídos sem poder de fogo para atrair o público,  perante a concorrência dos pesos pesados do Verão Cinematográfico – Março de 2018 promete um mês, igualmente, efervescente e cheio de boas novidades.

Logo a abrir, LADY BIRD! 5 nomeações aos Oscars® – Filme, Realizadora, Argumento, Atriz Principal e Secundária – a obra de estreia de Greta Gerwing atrás das câmaras estreia no nosso país já depois da cerimónia dos Oscars mas promete ser um dos grandes filmes da temporada dos prémios. A certo ponto autobiográfica – basta ver o trailer para perceber que Lady Bird é uma espécie de Greta – o filme conta com o inspirado (e inspirador?) desempenho de Saoirse Ronan, no papel de protagonista. Nota ainda para a presença da igualmente nomeada Laurie Metcalf, para além de Lucas Hedges (Manchester by the Sea, Three Billboards Outside Ebbing, Missouri) e Timothée Chalamet (Call Me By Your Name). A expressão coming of age film, não é fácil de traduzir para a língua de Camões, mas será algo como “um filme sobre a transição da adolescência para a vida adulta”.

Se dos Oscars® de 2017 estamos falados, que tal começarmos a pensar nos prémios do próximo ano? EARLY MAN é a nova aposta da Aardman Animations e de Nick Park, o premiadíssimo realizador de The Curse of the Were-Rabbit e Chicken Run. O stop motion tem feito escola mas nada como recuperarmos o seu mais consagrado autor para revivermos as maravilhas do cinema de animação feito de plasticina. Desta vez, viajamos até os primórdios do Homem, quando a Idade da Pedra bate de frente com a Idade do Bronze! A animação está garantida com as peripécias de uma tribo nómada a braços com uma revolução e temos direito, até, a um decisivo jogo de… futebol(?!?!). A fasquia do cinema de animação para este ano começa a ser levantada e, pela amostra, ainda havemos de ouvir falar em Early Man lá mais para o final do ano.

Já que estamos numa de cinema de animação, quer tal uma visita ao jardim mais conhecido e pitoresco da bonecada. Ou devemos dizer da Gnomocada? Depois, de em 2011, Gnomeo & Juliet se ter revelado uma agradável surpresa, os ornamentos de jardim mais destemidos do cinema estão de regresso para novas aventuras. Sob o cativante título de SHERLOCK GNOMES, o filme trás um pouco de intriga e suspense ao universo sempre divertido dos Gnomos de Jardim mais conhecidos da 7ª arte. Na versão original, Johnny Depp junta-se a Emily Blunt e a James McAvoy para liderar as investigações relativas ao desaparecimento de TODOS os gnomos do jardim. Aventura, humor e os quantos cacos de porcelana estão garantidos.

Ainda a tempo das férias da Páscoa teremos PETER RABBIT, em versão humana/animação. A lendária personagem dos livros de Beatrix Potter ganha vida no filme de Will Gluck (Annie, Friends with Benefits) onde irá “contracenar” com Domhnall Gleeson e Sam Neill e, na versão original, com as vozes de Margot Robbie, Daisy Ridley, SiaRose Byrne. James Corden dá voz ao afoito e curioso coelho. Garantias que esta Páscoa não faltarão ovinhos de chocolate, coelhinhos e um filme para toda a família. 

Já que estamos numa de aventura e de regressos, Lara Croft é a senhora que se segue. 15 anos depois de Angelina Jolie ter dado corpo, pela última vez, à salteadora de túmulos mais conhecida do universo dos videojogos, chega a vez da sueca Alicia Vikander (Danish Girl) assumir o papel de protagonista em TOMB RAIDER. O reboot, que é como quem diz volta tudo ao início (e esquecemos que se fizeram 2 filmes no início do século), apresenta uma destemida Lara Croft em busca dos segredos que o seu pai lhe deixou após o seu, também misterioso, desaparecimento. Na cadeira de realizador, Roar Uthaug, o cineasta norueguês que deu nas vistas graças ao filme catástrofe Bølgen – um daqueles filmes que esperamos ansiosamente por nova oportunidade para o ver.

Já que estamos numa de filmes catástrofe, março também dá cartas neste género com THE HURRICANE HEIST. Rob Cohen que se saiu tão bem com The Fast and the Furious e xXx e menos bem com StealthAlex Cross ou The Boy Next Door, tem nova oportunidade para criar um filme repleto de ação e a sobressaltos com o cruzamento do heist movie com o filme catástrofe. O conceito é simples, um grupo de ladrões decide assaltar o Tesouro norte-americano durante uma das mais violentas tempestades da história. Anteriormente intitulado Category 5, numa alusão à classificação do furacão – sendo 5 o mais destruidor da escala – o filme conta com Toby KebbellMaggie Grace e Ryan Kwanten nos principais papéis.

Com um currículo ligeiramente mais sonante quem também está de regresso às salas de cinema portuguesas, meros 2 meses depois de The Post, é Steven Spielberg. E se o filme sobre o conflito entre a imprensa e o poder politico norte-americano foi concebido em tempo recorde, READY PLAYER ONE é, ao contrário, um projeto que o realizador “namora” há vários anos. Misto de ficção científica e homenagem aos míticos anos 80, o filme adaptada o romance de enorme sucesso de Ernest Cline sobre um rapaz, órfão (ou não estivéssemos perante um filme realizado por Spielberg) que encontra nos videojogos e na realidade virtual, o seu espaço para se destacar. Num universo paralelo em que a tecnologia assumiu controlo total sobre a sociedade (qualquer paralelismo com a realidade é pura ficção) a busca por um segredo escondido dentro da realidade virtual, conhecida como OASIS, ameaçará o poder instalado e tornará num rapaz no líder da revolução. O texano Tye Sheridan protagoniza, um filme que conta ainda com Mark Rylance, Simon PeggBen Mendelsohn e Hannah John-Kamen.

Passamos agora aos filmes que podiam mas não chegaram aos prémios. HOSTILES é um western com Christian Bale e Rosamund Pike e Wes Studi sobre um oficial do exército norte-americano que relutantemente aceita transportar um índio Cheyenne e a sua família através de território inimigo. À primeira vista parece haver aqui um pouco de Dances with Wolves mas após o trailer dá para perceber que Scott Cooper (realizador de Crazy Heart, Out of Furnace e Black Mass) assumiu uma posição bem mais visceral e cruel face à dura realidade norte-americana, em finais do séc. XIX. Amado por alguns, ignorado por outros, parece que temos filme!

Outro dos “esquecidos” foi MARK FELT: THE MAN WHO BROUGHT DOWN THE WHITE HOUSE. Talvez The Post tenha esgotado a quota de filmes sobre a Administração Nixon e o poder subversivo dos Governos dos EUA mas Liam Neeson não está para brincadeiras. Mark Felt, sabe-se hoje, é o conhecido “bufo” ou melhor, o agente do FBI, conhecido durante muitos anos por Deep Throat, que passou para o Washington Post informações ultra secretas sobre o designado caso do Watergate – que levou Richard Nixon a renunciar do cargo. Se o premiado All the President’s Men contou, in loco, a versão dos jornalista, chegou agora a vez. 40 anos depois, de Peter Landesman (Parkland, Concussion) nos dar a conhecer o outro lado da História.

Por falar no noutro lado, RED SPARROW e Jennifer Lawrence contam a história de uma agente secreta russa que se envolve num perigoso jogo de espionagem e contra espionagem. Francis Lawrence que dirigiu a atriz nos três capítulos finais de The Hunger Games volta a colaborar com a jovem atriz, desta vez num registo mais adulto e violento. Algures a meio caminho entre Atomic Blonde, Black Widow e Tomb Raider, o filme aposta na tendência atual de democratização (de género) dos filmes de ação. Joel EdgertonMatthias SchoenaertsCharlotte Rampling e Jeremy Irons acompanham Lawrence num filme de intriga à escala mundial que promete surpreender e cativar os espetadores.

Por falar em leading ladies… e em Atomic Blonde, Charlize Theron está, também ela, de regresso às nossas salas de cinema. GRINGO é uma comédia negra sobre a legalização das drogas leves e o contrabando de drogas que promete alguns twits e reviravoltas enquanto David Oyelowo tenta escapar aos cartéis da droga, em pleno México. O filme conta ainda com Thandie NewtonAmanda SeyfriedJoel Edgerton e com o seu irmão Nash, este último como realizador. É um daqueles filmes onde tudo pode e VAI acontecer!!

Fechamos com uma intensa e voraz história verídica. Realizado por José Padilha, responsável por Tropa de Elite e respetiva sequela, 7 DAYS IN ENTEBBE recupera o desvio do voo da Air France de Tel Aviv para Paris, ocorrido em meados da década de 70. Durante 7 dias, daí o título do filme, sequestradores e sequestrados, ficaram retidos no Uganda até que o governo israelita ordenou um ataque ao avião. Rosamund Pike e Daniel Brühl são os cabeças-de-cartaz, assumindo o papel de 2 dos principais envolvidos no atentado. Se a história, per si, já seria motivo para grandes expetativas, o nome dos principais envolvidos deixa antever um filme contundente!

Lady Bird, Mark Felt: O Homem que Derrubou a Casa Branca, A Idade da Pedra, Categoria 5, Tomb Raider, Hostis, Sherlock Gnomes e Ready Player One – Jogador 1 são distribuídos pela NOS Audiovisuais.
A Agente Vermelha e Peter Rabbit são distribuídos pela Big Pictures Films.
Operação Entebbe é distribuído pela Pris Audiovisuais.
Gringo é distribuído pela Cinemundo.

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: