Home » Estreias » “A Livraria (The Bookshop)” de Isabel Coixet

“A Livraria (The Bookshop)” de Isabel Coixet


Não é, decididamente, à toa que se ganham os Goya’s … (de Melhor Filme, Realizador(a) e Argumento).

Isabel Coixet é a grande responsável pela adaptação do romance intemporal de Penelope Fitzgerald, e pelo seu imenso sucesso.

Curiosamente a cineasta espanhola (ou catalã, para não ferir suscetibilidades) optou por manter o enquadramento espaço-temporal da obra da escritora inglesa, dirigindo atores britânicos num cenário característico das Terras de Sua Majestade. A Irlanda do Norte serviu de cenário e os ingleses Emily Mortimer e Bill Nighy de protagonistas.

Pelo meio a intrusa norte-americana Patricia Clarkson. Mas quando se faz o papel de vilã, para mais com tanta talento e acutilancia, qualquer atropelo territorial é desculpável.

Mortimer é Florence Green a audaciosa empreendedora que pretende abrir uma tradicional livraria, numa pequena vila à beira-mar inglesa. Local de parcos costumes e de gente humilde, só fazem com que o sucesso do livraria seja tão surpreendente quanto o rancor que a aristocrata Violmet Gamart (Clarkson) sente pelo projeto e pela sua prossecutora. E isso será, apenas, a ponta do iceberg.

Contextualizado numa Grã Bretanha do pós-II Guerra Mundial, o enredo será tão atual hoje como na altura em que foi escrito – década de 70 – ou em finais dos anos 50. O ser humano, na plenitude dos seus defeitos e virtudes. A perseverança, a malvadez, inveja, ternura e cumplicidade. É um retrato de emoções e reações, realizado de forma singela mas primorosa.

Não será somente um filme de emoções mas, bem mais, de comportamentos, de estatuto social e do eterno confronto entre a falta de caráter e o excesso de determinação. O ser humano no seu melhor e no seu pior. É isto que The Bookshop tem para nos oferecer, com especial encanto e minuciosidade.

Porque ainda há filmes assim. Que se focam nas imensas particularidades do ser humano, nos seus conflitos internos e sociais, na resignação e abnegação mas, também, na sua determinação, esperança, sonhos e conquistas.

E, afinal, é apenas uma Livraria.

   

Site
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: