Home » News » Em Outubro, nos cinemas…

Em Outubro, nos cinemas…

 

São nove filmes… alguns deles, aparentemente, do melhor que 2018 tem para oferecer.

Comecemos, então, pelos candidatos aos Oscars deste ano! Ryan Gosling e Damien Chazelle voltam a apresentar candidatura, 2 anos volvidos de LA LA LAND ter garantindo ao primeiro a sua 2ª nomeação à estatueta dourada e do realizador ter-se tornado no mais jovem vencedor do Oscar de Melhor Realizador. Mas coloquemos de lado as danças e cantorias desse glorioso episódio Hollywoodiano. FIRST MAN retrata a incrível história de vida e o feito de Neil Armstrong, e da NASA, ao tornar-se no primeiro Homem a pisar a Lua, a 20 de Julho de 1969. Gravity, Interstellar, The Martian, Arrival têm um merecido sucessor. A diferença é que neste caso a quantidade de ficção científica é… ZERO!!

Por falar em cantorias, Bradley Cooper e Lady Gaga (nascida Stefani Joanne Angelina Germanotta) apresentam-se. A STAR IS BORN é um daquelas projetos que andou de mão em mão, até cair no colo de Cooper. O mais curioso é que o remake – que começou por ser um filme com Janet Gaynor, em 1937, mas já foi de Judy Garland nos anos 50 e de Barbra Streisand na década de 70 – estava aparentemente predestinado a grandes voos. E a dupla não se fez rogada. Tudo o que se ouve a respeito do filme é auspicioso e se é para ouvir, nada como seguir a voz dos seus protagonistas (Shallow). A história, da jovem aspirante que irrompe pela vida e carreira de um consagrado mas decadente artista pode parecer familiar – o argumento de William A. Wellman que venceu o Oscar de Melhor Argumento Original tem mais de 80 anos, por isso… – mas a estreia de Cooper como realizador terá tanto de inesperada como de competente, segundo dizem. Estamos vendidos!!… ou como é costume dizer-se na 7ª arte “You had me at hello“!!

Apesar de contar com uma dúzia de trabalhos no seu currículo, três filmes marcam a meteórica ascensão do jovem Timothée Chalamet até ao estrelato. CALL ME BY YOUR NAME, LADY BIRD e o ainda por estrear A RAINY DAY IN NEW YORK (às ordens de Woody Allen). Mas enquanto o mais recente filme do cineasta nova-iorquino tenta contornar o pesadelo de Relações Públicas que se revelou a sua promoção, o jovem ator volta às luzes da ribalta e, presumivelmente, à temporada dos prémios com este BEAUTIFUL BOY. Realizado pelo belga Felix Van Groeningen, o filme adapta à 7ª arte as memórias de David e Nic Sheff, pai e filho, e a sua atribulada relação, fruto dos seus vícios, personalidades e inseguranças. O rótulo “baseado numa história verídica” ajuda a dar uma outra dimensão ao filme mas é algo mais do que isso. O saudável confronto entre Chalamet e Steve Carell promete viciar os espetadores nesta dolorosa relação sem qualquer previsão de final feliz. Amy Adams é Vicki Sheff, mãe e esposa. NOTA: Recebemos informação da distribuidora que a estreia do filme foi adiada para Novembro. Recuperaremos a antevisão nesse altura.

A honestidade é um dos elementos fundamentais deste site, por isso relativamente a THE WIFE resta-nos o eterno “Só sei que nada sei!”. Pode parecer estranho afirmá-lo quando estamos precisamente a destacar os filmes que mais atenção nos despertou mas é exatamente isso. O buzz em torno do filme do sueco Björn Runge é fantástico mas o máximo que conseguimos apurar é que acompanha a jornada de um casal em direção a Estocolmo. Joe Castleman, desempenhado por Jonathan Price, prepara-se para receber o Prémio Nobel da Literatura mas o filme é sobre a sua mulher Joan, sobre as suas dúvidas, angústias e opções de vida. Estreado há mais de um ano no TIFF e em San Sebastian, é daqueles filmes que promete ficar por cá até ao final da temporada dos prémios e a responsável é a veterana (e seis vezes nomeada aos Oscars) Glenn Close.

Pode estar demasiado calor neste Outono primaveril mas isso não quer dizer que viajar para as terras geladas dos Yetis não seja uma tentação! Logo em Abril quando nos deparámos com as primeiras imagens deste SMALLFOOT ficou a certeza de que estávamos perante algo especial. E como estamos a falar de estatuetas douradas, a nomeação ao Oscar de Melhor Animação começa a parecer uma realidade… tão grande como estes malucos Homens das Neves. O filme inverte a mítica história dos Yetis, contando a história de como esses monstros das terras geladas “descobriram” os homens dos pés pequenos. Está visto que os mal entendidos serão mais do que muitos, assim como a ternura como as diferenças são exploradas. Na versão original Channing Tatum, James Corden, Zendaya, Common, Danny DeVito, Gina Rodriguez e LeBron James dão voz às personagens principais.

Já que voltámos à semana de estreia do mês de Outubro vamos para Londres. Rowan Atkinson, o eterno Mr Bean, volta a encarnar o mais destrambelhado espião da 7ª arte. É já a terceira vez que JOHNNY ENGLISH (STRIKES AGAIN) nos diverte numa escura sala de cinema. 15 anos separa o filme original deste terceiro capítulo e parece realmente que o tempo não passou. A figura ímpar do ator inglês continua a despertar a nossa curiosidade e admiração, e vê-lo em ação é daqueles planos culturais imperdíveis. Para quem conhece a reputação do espião britânico, pode parecer improvável o seu regresso à atividade mas ele é, realmente, o último recurso. Emma Thompson, Olga Kurylenko e Jake Lacy compõem o elenco de um filme que promete imensas gargalhadas e um sorriso de orelha a orelha, ao sair da sala de cinema.

Para além do cinema de animação e da comédia de ação, temos, também, direito a super-heróis (ou vilões) nesta primeira semana de Outubro. Já em 2007, Topher Grace tinha deixado evidente a complexidade e relevância desta personagem dos comics. Na altura – SPIDER-MAN 3 – Eddie Brock não foi muito mais do que o vilão de serviço… mas era, sem dúvida, um dos mais interessantes e imprevisíveis que Tobey Maguire teve de enfrentar. VENOM tem, agora, direito a um filme em nome próprio… e com o portentoso Tom Hardy como protagonista. A meio caminho entre o herói e o vilão, Eddie pretende apenas “chegar ao fim do dia” mesmo que para isso tenha de aceitar o venono que lhe corre nas veias. Michelle Williams, Woody Harrelson, Jenny Slate e Riz Ahmed completam o elenco, sendo ainda aguardada a presença do jovem Tom Holland pelo menos numa das cenas pós créditos. Depois do acordo com a Disney para a utilização conjunto de Spider-Man, a Sony arrisca todas as suas fichas nesta versão mais madura do universo cinemático dos comics… e a dupla Venom/Tom Hardy parece verdadeiramente ser a sua melhor aposta!

É (re)conhecido a nossa desconfiança quanto ao dito cinema de terror e/ou suspense. Mas há também exceções. Duas delas são IDENTITY e THE CABIN IN THE WOODS. Curiosamente elas têm em comum, nada mais, nada menos, do que uma das mais aguardadas estreias deste mês, BAD TIMES AT THE EL ROYALE. Drew Goddard é o realizador e argumentista tanto deste El Royale, como de Cabin. Aliás, há muito que se esperava por novidades suas, depois de em 2012 ter entrado de rompante no género em questão. Quanto ao filme de James Mangold, o ponto de partida de ambos os filmes é altamente similar, um grupo de desconhecidos que por algum motivo se cruzam num motel de beira de estrada. A ver vamos, qual o rumo escolhido por Goddard. No que ao elenco diz respeito, 5 estrelas. Ou mais, até!! Chris Hemsworth, Dakota Johnson, Jon Hamm, Jeff Bridges, Cailee Spaeny, Cynthia Erivo, Lewis Pullman são os 7 (estranhos) que dão título (em portugal) ao filme. Bastante mistério em torno do filme mas a expetativa, essa está mesmo nos píncaros.

Fechamos a síntese com um filme mais “normal”. Gerard Butler está de regresso ao cinema de ação e aventura, para comandar um periclitante submarino cuja ação pode ter consequências planetárias. Um presidente russo, um general autoritário e uma equipa de soldados de elite norte-americanos que intervém em solo russo formam um cocktail explosivo. Para além do protagonista escocês, destaca-se a presença de Gary Oldman, Common e Michael Nyqvist. Cinema de ação simples, eficaz e competente. É tudo o que se espera de HUNTER KILLER!

O Primeiro Homem na Lua, Assim Nasce uma Estrela, Smallfoot – Uma Aventura Gelada, Johnny English Volta a Atacar, Beautiful Boy e Hunter Killer são distribuídos pela NOS Audiovisuais.
Venom e Sete Estranhos no El Royale são distribuídos pela Big Picture Films.
A Mulher é distribuído pela Cinemundo.

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Comments

  1. Sete Estranhos no El Royale: 3*

    Um bom filme e um bom argumento, mas tem demasiadas pontas soltas.

    Cumprimentos, Frederico Daniel.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: