Home » Estreias » “A Vida Secreta dos Nossos Bichos 2 (The Secret Life of Pets 2)” de Chris Renaud e Jonathan del Val

“A Vida Secreta dos Nossos Bichos 2 (The Secret Life of Pets 2)” de Chris Renaud e Jonathan del Val

Se o primeiro pecou por excesso, este parece pecar por defeito.

Em 2016 foi, para nós, algo surpreendente o fenómeno (de bilheteiras) que se criou em torno de The Secret Life of Pets. E mais tarde, quando tivemos oportunidade de o ver em casa, ficámos com a clara sensação que o filme era interessante mas algo sobrevalorizado.

Curioso é que, este ano, os resultados não têm sido tão mediáticos, mesmo que fique a clara ideia que o segundo filme é bem melhor do que o primeiro!

Com um argumento bem mais rico e imaginativo, a vida de Max e dos seus companheiros, volta a garantir umas boas gargalhadas e muitas alhadas. Simples mas certeiro, o natural fim do efeito novidade – com reflexo, sobretudo, numa menor interatividade entre animais e humanos – é compensado por novas angústias e aventuras, multiplicadas por diferentes cenários e protagonistas.

Há pequenas histórias para todos os gostos. Angústias, amizades, superação e uma grande dose de boa disposição. Como dizíamos a saga deixa de parte a vida secreta para se concentrar apenas do quotidiano dos nossos animais domésticos. Aventuras improváveis, é verdade, mas com pouca intervenção humana.

Na prática é isso que separa Pets das demais fábulas modernas e percebe-se facilmente que os principais momentos são aqueles em que Max e Duke interagem com o seu pequeno Liam. Essa sensação de que percebemos perfeitamente as reações dos queridos amiguinhos de 4 patas aproxima o filme do seu público mais graúdo e torna-o realmente emotivo.

Mas, a saga segue o seu rumo, dedicando-se bem mais ao universo canino e felino do que propriamente à sua interatividade com os seres humanos. Ganhamos em fofice e perdemos em proximidade, especialmente os mais graúdos.

Já a pequenada fica mais bem servida. Novas personagens, um enredo multifacetado e aventuras para todos os gostos. A vantagem de dividir os nossos protagonistas é, por um lado, dar-lhes mais protagonismo, e por outro, explorar novas histórias e emoções.

Foi realmente uma delícia! Colorido, animado e sempre em busca de um momento especial.

Estou seguro que daqui a uns anos, as nossas pequenas recordaram a experiência com uma magia especial. Aquela magia que só uma sala de cinema ENORME, escura, barulhenta e CHEIA de crianças pode oferecer.

About

Já vão 12 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: