Home » Estreias » “As Vigaristas (The Hustle)” de Chris Addison

“As Vigaristas (The Hustle)” de Chris Addison

Pese embora a cumplicidade de Anne Hathaway e Rebel Wilson que, reconheça-se, garante umas boas gargalhadas, o filme, no seu todo, deixa algo a desejar.

Mais do que tudo, mérito os responsáveis pela sua promoção. O filme parece ser realmente bem melhor do que acaba por ser. Concentrando atenções na dupla de protagonistas, somos atraídos pelo contraste de estilos e formas, e pelo desportivismo de duas persoangens bem apresentadas e atrativas.

O que o trailer e demais material publicitário disfarça é a ausência de um enredo consistente que suporte estas duas personagens. Fica a clara sensação que a história que antecede e se segue ao próprio filme será bem mais rica e relevante do que o que acabamos por assistir durante 1h30 divertida mas inconsequente.

Penny Rust (Wilson) e Josephine Chesterfield (Hathaway) não podiam ser mais diferentes… mas há algo que as une. Estilos e estratégias bem diferentes mas um mesmo objetivo, i.e., esquemas que lhes garantam o ganha-pão. A norte-americana mais básica e rude, e de horizontes mais limitadas. A europeia, bem mais refinada e ambiciosa. O acaso irá cruzar os seus caminhos e, mesmo de forma perniciosa, as duas senhoras acabarão por unir esforços, nessa mítica função de ludibriar cavalheiros em benefício próprio. Até que…

Para além do enredo, a questão espacial é, também, um dos handicaps do filme. As ilhas Baleares – ondeo filme foi filmado – fazem bem de Côte d’Azur mas depois de um começo diversificado, o filme resume-se a dois cenários, uma esplêndida moradia à beira-mar e o hotel-casino local.

Algo limitado, quanto se esperava um périplo mais alargado, de forma a juntar mais elementos a uma raunchy comedy que deixa a sensação de que podia ter sido bem melhor.

Aliás, a última cena do filme, é um bom exemplo disso. Mesmo sem grande contextualização ou relevância, tem aqueles detalhes que ajudam a dar corpo e voz ao filme de estreia do realizador Chris Addison. Infelizmente serviu apenas para um breve nota de rodapé.

Parece óbvio que queríamos mais, até porque o filme isso o prometia.

About

Já vão 12 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: