Home » News » Em Julho, nos Cinemas…

Em Julho, nos Cinemas…

Não será, em termos cinematográficos, o mais atrativo mês do ano, como se o Verão tardasse a chegar, também às salas de cinema.

O mês de julho começa, então, tal como esta antevisão, com SPIDER-MAN: FAR FROM HOME. Depois do mega-evento que se revelou o dueto Infinity War e Endgame, o futuro da Marvel segue nos ombros de um jovem Tom Holland. Curiosamente, esta poderá ser a última colaboração entre o jovem herói (cujos direitos pertencem à Sony) e o Universo Marvel (na posse da Disney. Ainda assim, o segundo filme a solo da versão adolescente do super-herói aracnídeo conta com a presença de uma das figuras centrais do MCU, Happy Hogan Nick Fury. O legado de Tony Stark e o desenlace de Endgame terão, seguramente, um papel decisivo no enquadramento da história, mesmo que Mysterio (estreia de Jake Gyllenhall nos comics) e o lado mais jovial e juvenil deste versão do Homem Aranha, assuma pleno protagonismo. E atenção às cenas depois dos créditos!

A primeira semana do mês é de facto intensa – medo do calor de Agosto? – pelo que prosseguimos com CAMPEONES. O filme espanhol de 2018, prémio Goya de Melhor Filme, em 2019, arrebatou público e crítica em Espanha com uma comédia dramática sobre um treinador de basket que é “condenado” a treinar uma equipa especial, recheada jogadores especiais. É um grupo de atletas especiais, alguns com deficiência mental, que prometem fazer rir e chorar os espetadores com a mesma intensidade e prazer. Sem nomes sonantes, o filme parece valer realmente pelo argumento e pelo cuidado com que se aventura em temáticas difíceis mas saborosas.

Por falar em temáticas difíceis, que tal uma baseada em factos verídicos? UN HOMME PRESSÉ recupera a história do chefe máximo do grupo Peugeot, em especial, o episódio que marcou fulminantemente a sua vida. Homem de negócios, sem descanso ou qualquer intenção de abrandar, até ao dia que um AVC o obrigou a reaprender a… viver. Fabrice Luchini e Leïla Bekhti protagonizam um filme que garante algumas boas (ainda que constrangedoras) gargalhadas e, sobretudo, um retrato bem real de uma doença que não escolhe idade, género ou hora. O aumento do cinema francês que chega ao nosso país tem, aos poucos, extravasado a comédia, entretanto em registo mais sérios mas sempre com o savoir faire de uma indústria centenária!

É impossível discutir o cinema francês na atualidade, sem referir Luc Besson. O cineasta francês, realizador, produtor e argumentista de dezenas de filmes nos últimos anos, volta à cadeira de realizador-argumentista com um filme de ação intenso e desafiante que recupera o ambíguo e romântico período da Guerra Fria. CIA, KGB e uma top model russa tornada assassina profissional. A estreante Sasha Luss assume o papel da ANNA, num elenco que conta ainda com os conceituados Luke Evans e Cillian Murphy e a magnânima Helen Mirren. Espionagem, russos e norte-americanos, a sempre encantadora Paris, o mundo da moda e das top models e uma era peculiar da história mundial, em que os segredos valiam ouro e os métodos eram algo questionáveis mas altamente cinematográficos!

Por falar em métodos pouco ortodoxos, o calmeirão Dave Bautista tem encarreirado alguns filmes de ação, típica série B, enquanto aguarda por projetos como Guardians of the Galaxy ou o próximo James Bond (será?). Mas, por entre obras mais musculadas, há também parcerias que prometem algo mais. Kumail Nanjiani, o humorista natural do Paquistão, que deu o salto da TV para o cinema, em 2017, com o delicioso The Big Sick, é o seu parceiro de aventuras e motorista de serviço em STUBER. Comédia de ação ou mais propriamente, buddy cop movie, o filme de Michael Dowse acompanha um detetive que “recruta” o condutor do seu Uber para uma noite de investigação e aventura, enquanto investiga um perigoso terrorista. Venham eles!

Julho não é necessariamente identificado com tempestades tropicais – a temporada só começa mais para meados de Agosto – mas, por ventura, é melhor não o mencionar a Barry Pepper e Kaya Scodelario. Pai e filha, na grande tela, ficam encurralados em casa durante um Furação da categoria 5, numa região rapidamente alagada e infesta de crocodilos. Bem, acho que dá para perceber o que se segue. Assim, o rastejante mais mortífero à face do planeta é, na prática, o grande protagonista deste CRAWL. O Slasher film com um animal como foco central não é propriamente uma novidade – aliás Jaws é um dos grandes mitos da 7ª arte – mas o filme parece realmente ter algo de refrescante e efervescente… e não estamos necessariamente a referir-nos à imensa chuva e enchentes provocadas pelo furação!

Por falar em animais. Predadores. Passaram-se 25 anos desde que a Disney estreou a sua primeira longa metragem de animação totalmente protagonizada por animais. Sim, pela primeira vez nenhum humano surgia num filme da casa do rato Mickey. Bem, e o resto é História. Chegamos, então, a 2019 e por entre a sua recente tendência de adaptar para imagem real, os seus maiores clássicos, a Disney decide recuperar o seu único filme que não tem seres humanos. A escolha será sempre questionável mas isso não quer dizer que toda uma nova geração (e não só!) não se vá deixar encantar pela história de Simba… e pelas músicas de Tim Rice e Elton John. THE LION KING é, seguramente, um dos filmes da minha vida, pelo que é com um evidente misto de desconfiança e curiosidade que olho para esta obra de Jon Favreau. Vamos esperar, para ver…?

Aproveitamos a onda dos predadores e dos “bonecos” para o regresso de Chucky. O cinema de terror e suspense continuam a encontrar novos protagonistas e histórias macabras mas, aparentemente, há também espaço para recuperar alguns dos seus mais míticos “heróis”. CHILD’S PLAY recupera, assim, o boneco mais diabólico da história do cinema, em mais um slasher film que conta ainda com a voz do insuspeito Mark Hamill. Desta vez Chucky promete atormentar a vida de um jovem rapaz que estava longe de saber que o seu mais recente presente, não é exatamente aquilo que aparenta ser.

Tempo ainda para destacar a estreia, este mês de THE SUN IS ALSO A STAR, um dos filmes apresentados na antevisão de Junho mas que acabou por ver a sua estreia adiada para a primeira semana de julho.

Campeões, O Rei Leão, Rastejantes e O Boneco Diabólico são distribuídos pela NOS Audiovisuais.
Homem-Aranha: Longe de Casa Stuber são distribuídos pela Big Picture Films.
Anna: Assassina Profissional é distribuído pela Pris Audiovisuais
Segunda Vida é distribuído pela Films4You.

About

Já vão 12 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: