Passatempos Online

Home » Estreias » “Namoro à Espanhola (Ocho Apellidos Vascos)” de Emilio Martínez-Lázaro

“Namoro à Espanhola (Ocho Apellidos Vascos)” de Emilio Martínez-Lázaro

Nunca o cinema espanhol teve tanta.. piada!
Maior sucesso de todos os tempos por terras de nuestros hermanos… e não é difícil perceber porquê.

Sem grandes estrelas (mesmo à escala espanhola), sem nenhum nome sonante na produção ou realização, sem grandes recursos ou novidades, Ocho Apellidos Vascos fala das diferenças (e, sobretudo, das semelhanças) entre Andaluzes e Bascos.

Seguindo o caminho traçado pelo francês Dany Boon (Bienvenue Chez les Ch’tis) e reproduzido pelos italianos (Benvenuti el Sud), a obra de Emilio Martínez-Lázaro tem por pano de fundo a inevitáveis diferenças entre regiões de um mesmo país: os do Norte e os do Sul. Porém, para lá do inevitável sarcasmo que acompanha o confronto entre culturas e hábitos tão distintos, a versão espanhola acrescenta-lhe uma certeira pitada de romance ‘shakespeariano‘.

Quando Rafa (Dani Rovira) e Amaia (Clara Lago) conhecem-se numa noite de copos em Sevilla, o mais improvável dos amores começa a florir. Bem, pelo menos do lado do jovem Andaluz que no dia seguinte dispara em direção do País Basco em busca da sua “Dulcineia”.
Contudo, chegado ao norte, ele irá encontrar uma região, um povo, uma cultura e uma paixoneta bem diferente daquilo que estava à espera. Ele bem se esforça por se encaixar mas…
Até que o pai de Amaia (Karra Eljalde) reentra de rompante na vida na jovem basca e Rafa volta a entrar na jogada, da forma mais improvável possível e graças, também, à inestimável ajuda da simpática Merche (Carmen Machi).
E rimos, rimos, rimos até cantarmos em uníssono “Sevilla tiene un color especial“. Bem mas isso só mesmo vendo, para crer…

Para quem já teve a oportunidade de viajar pela Península Ibérica ou pela Europa em geral, pode facilmente perceber as diferenças entre povos e culturas – até mesmo no nosso país – e o requinte humorístico dessas mesmas particularidades. Basta um pouco de talento dos envolvidos para acender o rastilho e o sucesso é garantido!

Personagens suculentas, momentos hilariantes e uma proximidade incomparável com aquilo que nos é familiar, são a fórmula implacável da comédia europeia (sobretudo quando comparada com a oriunda dos EUA). Isso é um bom gosto e inteligência impagáveis.

Saber rir de nós próprios e daqueles que nos rodeiam não é só um atributo fundamental de personalidade é, também, o melhor remédio para fazer cinema de qualidade, que chega a todos e que enaltece as maiores virtudes (e defeitos) de cada um de nós.

Oxalá em Portugal alguém ponha os olhos nisto… bem, pelo menos os espetadores!
Gomendatutako!


Site Oficial
Trailer

Comments

Leave a Reply

%d bloggers like this: