Home » Estreias » “Yesterday” de Danny Boyle

“Yesterday” de Danny Boyle

Há uma mistura – a de Ed Sheeran com os Beatles – que torna o mais recente filme de Danny Boyle irresistível… para os fãs da britpop, da música em particular e do cinema em geral.

A relação entre um dos grandes artistas da atualidade com a maior banda de todos os tempos, pode não ser assim tão imediata, especialmente no filme, mas são, na prática, dois enormes imanes para os espetadores.
E se relativamente à banda de Liverpool, o trailer e a sinopse encarrega-se de explicar o que nos espera, a presença do ruivo introvertido é ligeiramente mais ambígua.

Levantando um pouco o véu sobre a sua omnipresença neste filme, foi o próprio Richard Curtis quem confirmou que a personagem interpretada Himesh Patel é, de certa forma, inspirada na meteórica ascensão artística do tímido mas imensamente talentoso músico natural de Halifax, Reino Unido. O facto dele próprio surgir no filme é apenas mais um ponto de relevo.

Aproveitando a referência ao argumentista inglês – seguramente um dos maiores autores do cinema ligeiro dos últimos 25 anos – o mínimo que se pode dizer é que continua em grande forma. Nas suas obras mais recentes Curtis tem acrescentado alguma dose de fantasia às suas histórias – veja-se o caso de About Time – mas mesmo nesses casos, mantendo uma inegável preocupação e atenção aos comportamentos humanos mais naturais e elementares. E sempre, sempre, de forma calorosa, bem humorada e apaixonada.

No epicentro desta história encontramos… Himesh Patel. O jovem ator inglês de ascendência indiana tem um daqueles papéis que pode transformar uma carreira, equilibrando de forma preciosa, o lado mais jovial com o mais sério, do seu Jack Malik. Para o ajudar, nada melhor do que uma banda sonora de valor inqualificável, recheada dos grandes sucessos da banda que mudou definitivamente o panorama musical durante os anos 60. E tudo começa com um apagão.

A história é simples. Apesar de toda a sua dedicação, Jack Malik (Patel) não consegue ser mais do que um aspirante a cantor. A sua manager (Lily James) teima em não perder o ânimo, mas nem mesmo o olhar apaixonado e dedicado da sua amiga parece demover Jack da inevitabilidade de abandonar o seu sonho.
Até que, após um apagão à escala planetária, Jack torna-se no único cidadão do planeta a recordar-se das músicas dos Beatles. A história do grupo, as suas letras e músicas não são mais do que memórias de Jack… e quando este se apercebe desse facto, agarrará essa oportunidade como se fosse a sua razão de viver. Ao ponto de despertar a curiosidade até de artistas como Ed Sheeran!

É um filme ligeiro e fantasioso mas com uma imensa dose de autenticidade, cuidado e carisma na forma como aborda questões tão sérias como os sonhos, o amor, a integridade, a honra e a ambição de cada um de nós.

Antes de terminar uma palavra para Lily James. Desde Cinderella, a jovem atriz inglesa tem vindo a garantir desempenhos de qualidade inquestionável, que começam a exigir outro tipo de desafios e de reconhecimento pelos seus pares e, sobretudo, por cada vez mais admirados.

O mesmo se pode dizer deste Yesterday!

About

Já vão 12 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: