Passatempos Online

Home » Estreias » “Ambulância: Um Dia de Crime (Ambulance)” de Michael Bay

“Ambulância: Um Dia de Crime (Ambulance)” de Michael Bay

Uma ambulância. É tudo o que basta para se fazer um grande filme de ação…
Bem, pelo menos se for realizado por Michael Bay!

Para lá dos robots extraterrestres, a obra do realizador californiano é reconhecida (a léguas de distância) pelo ritmo incessante, pelos planos vertiginosos e pela espetacularidade das suas cenas de ação. Características ímpares que quando conjugadas com um elenco com nomes como Jake Gyllenhaal, Yahya Abdul-Mateen II e Eiza González tornam Ambulance num deleite para os 5(!) sentidos!

Aquilo que parecia ser apenas um passeio no parque para Danny e o seu bando de ladrões de bancos, transformou-se rapidamente num dia recheado de peripécias e dissabores quando a única solução que lhe resta é roubar uma ambulância para conseguir fugir, juntamente com o seu irmão, do local do crime.

Durante várias horas, a ambulância revelar-se-á o seu único refúgio contra uma brigada anticrime altamente especializada e equipada. E mesmo quanto tudo parece perdido, Bay encontra maneira de subir a parada e explodir (metaforicamente, ok?!) com a tela.

É graças a tudo isto – e mais alguma coisa – que se torna obrigatório ver o filme em IMAX, ou pelo menos na maior tela possível. A adrenalina provocada por um filme como este, só pode ser verdadeiramente sentida numa Sala de Cinema. (ponto)

Os rapazes andam literalmente às voltas, mas o argumento tem o dom de justificar com competência esse circuito automobilístico em que se transforma a efervescente LA. A intriga adensa-se, ao mesmo tempo que a ambulância vai ficando cada vez mais pequena. Com cada vez menos opções, os espetadores limitam-se a desfrutar do habitual espetáculo visual a que Bay nos habituou. E que espetáculo!

É por estes filmes, e por outros semelhantes, que o Cinema está bem longe de caminhar para o seu apogeu! O público quer (novas) emoções à flor da pele. E não fica muito melhor do que isto!

Bay, estás perdoado.

Leave a Reply

%d bloggers like this: