Home » Estreias » “Tartarugas Ninja Heróis Mutantes: O Romper das Sombras (Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of the Shadows)” de Dave Green

“Tartarugas Ninja Heróis Mutantes: O Romper das Sombras (Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of the Shadows)” de Dave Green


Na preparação para o comentário a esta sequela senti curiosidade em ver o antecessor. Felizmente os tempos até estão para isso e é, portanto, com maior conhecimento de causa que chego à conclusão que Out of the Shadows não é mau mas também não acrescenta nada de muito diferente a TMNT.

A primeira diferença está no elenco, não nos atores principais, subentenda-se, mas na opção em retirar quase por completo Shredder e Splinter da equação em detrimento de 3 personagens bem discutíveis. Casey Jones (Stephen Amell) até que contribui pela positiva para a história, ajudando a dar outra dimensão às personagens de carne e osso, April (Megan Fox) e Vernon (Will Arnett) mas a dupla Rocksteady e Bebop acaba por encaminhar em demasia o filme para um lado mais nonsense, desequilibrado e infantil.

A ideia que tinha de ambos, da BD, não será assim tão diferente da forma como Dave Green (e os efeitos especiais) os retratam nesta adaptação ao cinema, mas revelam-se “bonecos” unidimensionais e limitados, o que a dada altura condiciona até a imagem dos quatro irmãos mutantes.

Quando April e os 4 irmãos crustáceos se deparam com uma conspiração para libertar o temível Shredder da prisão, colocarão todos os recursos no terreno para tentar evitar essa fatalidade. Mas o plano de fuga do líder do Foot Clan revelar-se-à apenas a ponta do Krangberg
Mais unidos do que nunca (ou talvez não!) Leonardo, Raphael, Donatello e Michelangelo irão ser postos à prova quando novas e planetárias ameaças os obrigarão a deixar o “anonimato”.

Ação e efeitos especiais em detrimento de enredo ou coerência narrativa. O desenvolvimento de personagens, especialmente das Tartarugas e seus comparsas, April e Casey, essencialmente, até é satisfatório, para o estilo de filme, já o desenrolar da história é fraco, fraquinho. Então a viagem até à Amazónia é deplorável em termos narrativos…

Filme pipoca, por excelência… e em sentido totalmente literal, Out of the Shadows (só) deve ser consumido na companhia de um grande balde de pipocas e respetivo refrigerante!

Para quem gosta de pipocas diversão sem compromisso… numa sala de cinema perto de ti.

Site
Trailer

About

Já vão 10 anos desde que começámos este projeto. Expandimos para o facebook, para o twitter, para o youtube para o instagram e agora temos um site personalizado. Publicamos crítica, oferecemos convites e partilhamos a nossa paixão pelo cinema. Obrigado por fazeres parte dela!

Pub

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: