Passatempos Online

Home » Estreias » “Tartarugas Ninja Heróis Mutantes: O Romper das Sombras (Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of the Shadows)” de Dave Green

“Tartarugas Ninja Heróis Mutantes: O Romper das Sombras (Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of the Shadows)” de Dave Green


Na preparação para o comentário a esta sequela senti curiosidade em ver o antecessor. Felizmente os tempos até estão para isso e é, portanto, com maior conhecimento de causa que chego à conclusão que Out of the Shadows não é mau mas também não acrescenta nada de muito diferente a TMNT.

A primeira diferença está no elenco, não nos atores principais, subentenda-se, mas na opção em retirar quase por completo Shredder e Splinter da equação em detrimento de 3 personagens bem discutíveis. Casey Jones (Stephen Amell) até que contribui pela positiva para a história, ajudando a dar outra dimensão às personagens de carne e osso, April (Megan Fox) e Vernon (Will Arnett) mas a dupla Rocksteady e Bebop acaba por encaminhar em demasia o filme para um lado mais nonsense, desequilibrado e infantil.

A ideia que tinha de ambos, da BD, não será assim tão diferente da forma como Dave Green (e os efeitos especiais) os retratam nesta adaptação ao cinema, mas revelam-se “bonecos” unidimensionais e limitados, o que a dada altura condiciona até a imagem dos quatro irmãos mutantes.

Quando April e os 4 irmãos crustáceos se deparam com uma conspiração para libertar o temível Shredder da prisão, colocarão todos os recursos no terreno para tentar evitar essa fatalidade. Mas o plano de fuga do líder do Foot Clan revelar-se-à apenas a ponta do Krangberg
Mais unidos do que nunca (ou talvez não!) Leonardo, Raphael, Donatello e Michelangelo irão ser postos à prova quando novas e planetárias ameaças os obrigarão a deixar o “anonimato”.

Ação e efeitos especiais em detrimento de enredo ou coerência narrativa. O desenvolvimento de personagens, especialmente das Tartarugas e seus comparsas, April e Casey, essencialmente, até é satisfatório, para o estilo de filme, já o desenrolar da história é fraco, fraquinho. Então a viagem até à Amazónia é deplorável em termos narrativos…

Filme pipoca, por excelência… e em sentido totalmente literal, Out of the Shadows (só) deve ser consumido na companhia de um grande balde de pipocas e respetivo refrigerante!

Para quem gosta de pipocas diversão sem compromisso… numa sala de cinema perto de ti.

Site
Trailer

Leave a Reply

%d bloggers like this: